• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

SINDIQUÍMICA AO LADO DA BASE: PARALISAÇÃO ATÉ QUE RESPEITEM OS TRABALHADORES

Publicado: 04 Fevereiro, 2019 - 11h39

Escrito por: Ascom CUT Bahia - Aline Damazio

notice

Os 400 trabalhadores da empresa Bomix paralisaram as atividades com apoio dos dirigentes do SindiquÍmica, nesta segunda–feira, 4/2, contra uma série de demissões, por justa causa por motivos absurdos, além de assédio moral, o não pagamento de hora extra, a falta de vale transporte e um agravante: a demissão de um dirigente sindical,o Otacilio.

Desde a madrugada, representantes do Sindiquímica estão no local para dar total apoio aos trabalhadores (as), por isso, a greve por tempo indeterminado atingiu 99% de adesão, com os trabalhadores voluntariamente parados do lado de fora da fábrica aguardando os pontos de reivindicação da pauta da mobilização serem debatidos e acordados entre os diretores do sindicato e proprietários da Bomix. Até lá máquinas paradas!

Alfredo Santos Júnior, diretor do Sindiquímica destaca como os trabalhadores compreenderam a importância do sindicato na luta pelos direitos. “De forma muito positiva, os trabalhadores observam ao chegarem que tinham o carro de som e representantes sindicais na luta para que os direitos trabalhistas fossem cumpridos e ficaram do nosso lado, nem entraram. Ouvimos aqui uma série de arbitrariedades no mau exemplo de tratamento aos funcionários, sobre assédio, no desrespeito as leis, em demitir um dirigente sindical. Os diretores da fábrica Bomix precisam entender que existe lei e um sindicato que vai lutar para que seja cumprida todas as leis que cobrem os trabalhadores (as) e que trabalhador 
tem que ser respeitado”, afirma.

Os dirigentes sindicais continuam com a vontade de alinhar de forma que os pontos das pautas de reivindicação sejam aceitos pela diretoria da fábrica no esforço de um ambiente de trabalho que o trabalhador não chegue às 5h, se alimente às 7h e passe o resto do turno sem se comer mais nada, nem que em 3 meses aconteçam 10 demissões por justa causa até por um funcionário comer uma banana no vestiário, também não vamos admitir e é descontentamento geral demissão de um dirigente sindical.

As atividades da fábrica permaneçam paradas até que os patrões sentem e debatam os pontos das pautas com os dirigentes do Sindiquímica.

Conheça os pontos de pauta:

*Reintegração ao quadro de funcionários da Bomix do dirigente sindical Otacilio
* Desjejum para funcionários que chega 5 horas
*Debater casos de assédio moral que já são mediados pelo Ministério Público
*Fim das demissões por justa causa 
*Vale alimentação para todos os funcionários

carregando
carregando