• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Sextou “Arrastão Fora Bolsonaro” mobiliza para 7 de setembro

A direção da CUT-BA, movimentos populares, dirigentes sindicais e lideranças de partidos estarão nas ruas do centro de Salvador convocando para o ato no dia 7 de setembro.

Publicado: 03 Setembro, 2021 - 11h22 | Última modificação: 03 Setembro, 2021 - 12h03

Escrito por: Ana Ramos - Coletivo de Mobilização da CUT-BA

CUT BAHIA
notice
27º Grito dos Excluídos e Fora Bolsonaro

Nesta sexta-feira (3) haverá um “Arrastão Fora Bolsonaro” nas ruas do centro de Salvador. A concentração será às 14h em frente à Casa D’Itália onde os manifestantes sairão ao longo da avenida 7 de Setembro distribuindo panfletos e cartilhas convocando a população para participar do 27º Grito dos Excluídos e do ato pelo “Fora Bolsonaro”.

Com o sentimento de “Ninguém aguenta mais”, o objetivo é mostrar à população os motivos pelo qual a palavra de ordem “Fora Bolsonaro” precisa ser concretizada com a sua saída.

Já está claro para a sociedade que nos últimos anos de governo federal, muita coisa mudou. O preço do gás, dos alimentos, do combustível e a privatização das empresas públicas e sucateamento da educação pública, são evidências de que esse governo não representa os interesses da classe trabalhadora.

No país, já são mais de 582 mil mortos pela Covid-19. A CPI da COVID, Comissão Parlamentar de Inquérito, investiga supostas omissões e irregularidades do governo federal durante a pandemia. Um dos casos investigados é sobre a tentativa de compra da vacina superfaturada em “um dólar/vacina”, um absurdo, que contribuiu para a perda de milhares de famílias no Brasil.

Mais do que nunca é preciso estar nas ruas lutando e resistindo diante de um governo federal que é mais perigoso do que o coronavírus.

“O gás, feijão, arroz, óleo, açúcar, etc., estão caro e isso é reflexo de um governo federal que não prioriza o seu povo. Estaremos nas ruas mobilizando e resistindo para tirar o quanto antes o presidente Jair Bolsonaro e sua turma”, afirma Lourival Lopes, Secretário de Mobilização e Movimentos Sociais da CUT-BA.

“Não basta tirar apenas o presidente Bolsonaro. Tem uma corja junto com ele e o povo precisa também saber disso. Continuaremos resistindo, pois, nossa luta não é de agora”, conclui Edenice Santana, Coordenação do Coletivo de Entidades Negras.

O Coletivo de Mobilização da CUT-BA divulgou na manhã de hoje a agenda para os próximos dias:

04/09 - Sábado - 9h – Rótula da Feirinha (Cajazeiras)

05/09 - Domingo - 7h – Feira de São Joaquim

06/09 - Segunda-feira -  16h – Estação da Lapa

07/09 - Terça-feira - 10h – Campo Grande