• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUTBa e entidades apresentam o Fórum Social Mundial em Coletiva de Imprensa

A 13ª edição do Fórum Social Mundial (FSM 2018) será realizada entre os dias 13 e 17 de março, em Salvador, na Bahia.

Publicado: 07 Março, 2018 - 07h47

Escrito por: Ascom CutBahia- Jelber Cedraz

notice

A 13ª edição do Fórum Social Mundial (FSM 2018) será realizada entre os dias 13 e 17 de março, em Salvador, na Bahia. Com a maior parte das atividades concentradas no Campus de Ondina da Universidade Federal da Bahia (UFBA), o evento conta ainda com atividades em territórios temáticos por diversos pontos da capital, além da Universidade Estadual da Bahia (UNEB) e outros locais. Na mesa de abertura estiveram a CUT, CTB, UFBA, UNEB, Abong, UNE,

O FSM 2018 será o espaço de diálogo e convergência com estimativa de mais 60 mil pessoas, de 120 países, que estarão na cidade com o objetivo de debater e definir novas alternativas e estratégias de enfrentamento ao neoliberalismo, aos golpes antidemocráticos e genocidas que diversos países estão enfrentando nos últimos anos.  Com o lema “Resistir é criar. Resistir é transformar!”, o Fórum visa promover a transformação do ser humano em busca de “Um outro mundo possível”.

“O FSM é um espaço de afirmar que precisamos mudar para melhor, a CUT está com a Tenda Futuro do Trabalho, onde vamos debater temas como Democracia, Futuro do Trabalho, Segurança Alimentar e Migrações”, pontuou o presidente da CUTBahia, Cedro Silva, na mesa de abertura da apresentação do Fórum Social Mundial.

Com discurso afirmativo, o presidente pediu colaboração na divulgação e participação de todos no debates para que possamos achar meios possíveis de dialogar por um mundo é possível. “Esse dialogo é muito importante para que ideias sejam consolidadas em ações, assim a central e todas as entidades parceiras, que são muitas, possam, por exemplo, melhorar a comunicação, dialogar sobre temas que são de interesses e de impacto a vida de todos”, pontuou o presidente.

Outro tema importante é a Feira da Agricultura Familiar e Economia Solidária, que nesta 13ª edição do FSM contará com a maior quantidade de expositores de cooperativa e empreendimentos solidários do Brasil e do Mundo. Para a diretora da UNISOL Bahia, Anne Sena, será um dos pontos altos dos FSM. “Estamos reunindo empreendimentos da nossa Salvador, do interior, até de outros países para que todos possam comercializar e fazem intercâmbios entre cidades, territórios e até países”, explicou Anne.

Representantes de entidades de países como Canadá, Marrocos, Finlândia, França, Alemanha, Tunísia, Guiné, Senegal, além de países Panamazônicos e representações nacionais já confirmaram presença no evento, entre eles, o ex-presidente do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva; a presidente da Fundação Franz Fanon, Mireille Fanon Mendes France; o filósofo do Congo, Godefroid Ka Mana Kangudie; Francine Mestrum, da Justiça Global Social, entre outros.

A programação da tenda “Futuro do Trabalho” começa dia 12 de março, um dia antes da abertura oficial do Fórum. Entre os convidados que debaterão o futuro do trabalho e os impactos das transformações na representação sindical estão: Marcio Porchman, da Fundação Perseu Abramo; João Felício, da CSI, Vitor Baez, da CSA, o embaixador Celso Amorim, ex-ministro de Relações Exteriores; e Valter Sanches, da IndustriALL. Mais de 1500 dirigentes sindicais de todos os estados brasileiros já estão confirmados e as maiores centrais sindicais nacionais e internacionais, estão confirmadas.

A programação oficial será disponibilizada no site oficial e nos canais da CUTBRasil e Bahia.

carregando